Apresentação

1. À semelhança do que vai acontecendo um pouco por diversas organizações de investigação internacionais, nos três últimos meses tem vindo a formar-se um movimento dentro da SOPCOM que procura congregar os investigadores mais novos, ou em início de carreira, que desenvolvem o seu trabalho nas mais diversas áreas das Ciências da Comunicação, dentro e fora do país, pertencentes à nossa associação. Dirige-se especialmente aos investigadores, com ou sem bolsa, de mestrado, doutoramento, pós-doutoramento e/ou em projectos de investigação financiados.

2. A criação desta iniciativa não é apenas motivada por uma lógica mimética em relação ao que se faz em associações como a ECREA ou a IAMCR. Surgiu, antes de mais, de uma necessidade interna de agrupar todos os investigadores ‘juniores’ portugueses, com o objectivo fundamental de suscitar o debate e o enriquecimento pessoal através da troca de experiências e da divulgação do trabalho realizado por estes agentes na área das Ciências da Comunicação. Pretende-se, desta forma, sublinhar a importância deste grupo para a qualidade dos resultados dos projectos de investigação, bem como alertar para a necessidade de melhorar as condições de acolhimento que as Unidades de Investigação proporcionam a estes membros, de maneira a que a qualidade do trabalho saia reforçada.

3. Em traços gerais, procuramos criar e consolidar um espaço de encontro e discussão que vá de encontro às necessidades e expectativas dos investigadores em início de carreira. Este grupo não terá, contudo, um dinamismo em circuito fechado. O nosso objectivo será igualmente manter o contacto com as outras estruturas da associação, no sentido de criar laços mais efectivos entre investigadores de várias gerações.

4. Para pensar melhor as linhas orientadoras deste movimento – cujo nome está ainda a ser discutido entre os membros fundadores -, realiza-se um Encontro já do próximo dia 7 de Janeiro de 2011, que pretende ser um marco para dar consistência a esta dinâmica. Haverá momentos de formação, de apresentação das investigações e a realização de uma reunião, num espírito colaborativo.

5. Esperamos que seja uma actividade profícua e estimulante, com uma participação que possa implicar e comprometer todas as pessoas que venham a participar. A presença e a qualidade das apresentações dos investigadores serão determinantes para um início sustentando e enérgico deste movimento.